A reabilitação urbana é uma das principais vertentes da atividade de construção da Indoorhouse. O seu posicionamento é bem claro em relação a isso. Nessa medida, atenta à mudança de paradigma que vivemos e à evolução fruto da mudança de mentalidade trazida pelas gerações mais novas, a Indoorhouse tentou adaptar-se rapidamente aos ajustes do mercado, que mais do que nunca privilegiam a tecnologia, a acessibilidade e a mobilidade, centrando-se em focos urbanos onde as oportunidades de emprego e de crescimento profissional são mais abundantes.

Ora neste pressuposto, cada vez mais cedo os jovens iniciam a sua vida longe de casa, iniciando uma parte deles a sua vida adulta a partir dos pólos universitários nos quais se formaram. Um início de vida que normalmente está associado a uma contida disponibilidade financeira e onde a mobilidade tem um papel fundamental na escolha de habitação. É exatamente aqui que a Indoorhouse posiciona a sua estratégia, investindo nos centros históricos das cidades com potencial de crescimento e, por outro lado tão ou mais relevante, contribuindo para a valorização das cidades, quer através da recuperação de edifícios centrais, devolutos ou até aí com dificuldade de recuperação, quer através da reabilitação de espaços comerciais que visem dinamizar o comércio de rua.

Atualmente, além de projetos que estão em estudo e desenvolvimento noutras zonas do país, a Indoorhouse prossegue com a reabilitação de um prédio em Leiria – Edifício Colonial – a concluir em 2017 mas já em comercialização.